Minha Poesia

10
Jun 19

 

948 - SAUDADE GRANDE


Quando a saudade é grande,
Ela é profunda dor dissimulada
Podemos nela voar bem alto 
P´lo céu feito pássaro condor
Que a mesma não vai embora

E dormirão os olhos a vida inteira

Lembrando a beleza dum momento

Que ao som de algum sussurro

Se desperta e a saudade

Ainda faz ter mais saudade

Na esperança sustentada

De dias mais ditosos

P´ra ela terminar na nossa vida

Mas deixando apenas  

A funda melancolia

 

de: Fernando Ramos

28.2.2014

publicado por Fernando Ramos às 10:14

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
27
28
29

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO