Minha Poesia

02
Ago 20

93 (1).jpg

 

 A NOSSA RUA

 

Partiste da nossa rua

sem motivo e razão

Foi numa noite à luz da lua

que despedaças-te meu coração

 

Meu amor, meu doce enlevo

minha vida de ti padece

Nesta rua de alto relevo

esta espera por ti enlouquece

 

Na rua da nossa amargura

trocamos suspiros sensuais

Amamo-nos com tanta ternura

fizemos promessas fatais

 

Acabaste por ir embora

e as promessas se perderam

Não sei o que vou dizer agora

aqueles que te conheceram

 

À nossa rua vou subir

na esperança de te encontrar

nela eu te deixei ir

e agora não queres voltar

 

Porque será meu amor

que à nossa rua não queres vir

Diz-me lá por favor

senão irei também partir

 

E daquela rua fui embora

de todos me despedi

Adeus meu amor, por agora

pode ser que voltes por aí

 

de: fernando ramos

29.7.2005 

publicado por Fernando Ramos às 10:09

Agosto 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO