Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

88 MINHA ESPERA

Fernando Ramos, 02.07.20

 

MINHA ESPERA

 

Espero-te à minha janela

e não há meio de chegares

Por ti anda o coração 

ansioso por voltares

 

Foste embora por pouco tempo

mas os dias vão passando

Eu aqui à tua espera

e meus olhos por ti chorando

 

Tens outra, bem sei

essa é a tua perdição

foste para ela, amor

abandonaste meu coração

 

Fui tua por algum tempo

nunca pensei que fosse assim

Eu, perdou tua traição

vem depressa para mim

 

Fui louca ao te amar

e por ti estou a sofrer

volta depressa por favor

senão por ti, irei morrer

 

de: fernando ramos

28-7-2005