Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

06
Set18

866 - DESEJOS ACORDADOS

Fernando Ramos

 

866.jpg

 

 

 DESEJOS ACORDADOS

 

Juntas-te a mim em laços de ternura

Juntei-me a ti em laços de amor

Eu prisioneiro de ti, é a loucura

Tu prisioneira de mim, és resplendor

 

Já não sabemos que fazer

P´ra desatar nossos nós

Bem apertados por tanto querer

No nosso leito, deitados sós

 

E Perdidos de fascínio e paixão

Nossos corpos se fintam

Numa doce pura emoção

Prós olhos que felizes tilintam

 

E nosso amor é um recitar de fascínio

Num poema ofegante de laços

Poéticos, loucos em desatino

Escrito por desejos abençoados

 

De Fernando Ramos

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D