Minha Poesia

22
Jul 18

 

853 (2).jpg

 

 

  • GLORIOSO TANGO

Dançamos o glorioso tango

Talvez o ultimo, meu amor

Enrolados nos compassos

Em doce malícia sem pudor

 

Dançamos, dançamos o tango

Que é meu, teu e do mundo

Cheios de ardor e afeição

Mergulhados no esplendor

Do sentimento terno e profundo

 

Ele é o puro símbolo final

De toda nossa consternação

Giramos, giramos em belos passos

Perdendo-se no palco da emoção

 

Dançamos, dançamos

Nosso último tango

Restando apenas sombras

De ondulados corpos

Nas paredes iluminadas p’lo luar

E no chão da curiosa Lua

Ficarão gravados os passos

Que no futuro irão despertar

A imaginação nua e crua

 

Dancemos, dancemos meu amor

Dancemos até à exaustão

Trocando passos ritmados

P’lo batuque sereno e cansado

De nosso pobre coração

 

De: Fernando Ramos

publicado por Fernando Ramos às 19:40

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Julho 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
13

15
17
21

23
25
27

29
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO