Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

09
Jul18

846 – PERGAMINHOS

Fernando Ramos

 

846 (2).jpg

 

 

  • PERGAMINHOS
  •  
  • A minha violência de paixão
  • Não faz parte de teus caminhos
  • Meu peito sofrendo, bateu na ilusão
  • Gravou a carência em pergaminhos
  •  
  • Neste meloso assombro de amor
  • Esperei, esperei perdidamente
  • Não me quiseste, veio a dor
  • Dizes que te sou indiferente
  •  
  • P`ra mim,  nada mais resta
  • Senão a penosa consternação
  • Quando poderia ter sido uma festa
  •  
  • P’ra meu amor que dá poema
  • Rejeitado por teu coração
  • Soluçando agora por tanta pena
  •  
  • De: Fernando ramos

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D