Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

03
Jul18

843 - MENTIRAS SEM SENTIDO

Fernando Ramos

 

843 (2).jpg

 

  • MENTIRAS SEM SENTIDO
  • Quem nos oferta amanhãs
  • Que podem dar bom destino
  • Não queremos palavras vãs
  • Que só levam ao desatino
  • Não façam mais promessas
  • São mentiras sem sentido
  • E num tabuleiro de jogar são peças
  • Dum xadrez p´ra mate perdido
  •  
  • O mundo gira ao contrário
  • Do sentido vasto da paz
  • Vai-se p’lo caminho precário
  • E lá amar torna-se incapaz
  • Não nos ofereçam ilusões
  • São pecados que não amansa
  • Não calem mais os corações
  • Porque engana-los já cansa
  •  
  • Diga-se do mundo, o que se disser
  • Não passam de opiniões sumidas
  • Mas se um dia o homem quiser
  • Serão verdades bem entendidas
  • Que vai dar vidas sãs
  • A gentes de muito amor
  • Que respeitarão as vidas cristãs
  • Ofertando pão, carinho, e calor
  •  
  • De: Fernando Ramos

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D