Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

08
Jun18

839 - INCENDIÁRIO TRAIÇOEIRO

Fernando Ramos

 

839 (2).jpg

 

  • INCENDIÁRIO TRAIÇOEIRO

 Alguém disse um dia:

Portugal é um jardim

À beira mar plantado!

Mas será que é verdade?

Não será tão bonito assim?


O país, está bem queimado
A incúria grassa por aí

No verão temos a seca
E ruinosa é a destruição
Das florestas não conservadas
Mais a serra, bem careca
E tantas vidas arruinadas

 

Portugal é um Jardim em festa!
Que nos dera essa verdade assim!
A devastação é tão desonesta
Por ela rolam lágrimas sem fim


Da tão grande maldade

O incendiário traiçoeiro
Espalha a miséria demente
P’la mata, a troco de dinheiro
Num acto reles e indecente

 

Este louco, pouco se importa
Com tamanha insensatez
E a tristeza, o coração corta
P’la tão estúpida malvadez

 

Deita fogo em tanto lado
Onde a natureza chora
E o povo, passa um mau bocado

Acordai senhores 

Está na hora!

 

De: Fernando Ramos

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D