Minha Poesia

29
Mar 18

 

  • CAMPO SILVESTRE DO CORAÇÃO
  • 822 (2).jpg

     

  • O vento suavemente deixa a flor
    E no campo silvestre fica quieta
    Onde Deus deposita amor
    P’ra pura inspiração do poeta
  • Que busca nas pétalas graciosas
    Seu saber e esplendor
  •  
  • Quanta maravilha
    Vai nos trilhos do campo
    Onde a pureza empregna a natureza
    Quanta maravilha
    Cobre as papoilas o manto de Deus
    Que as engrandece de beleza
  •  
  • Esse é o ar puro, que se realça
    Do Santo Divino da paixão
    Esse é o ar puro que rescreve
    Notas pretas p ‘ra uma valsa
    Tocadas num palco de emoção
    E dançadas no campo silvestre
    Do coração
  •  

De: Fernando Ramos

publicado por Fernando Ramos às 19:12

Março 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9



31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO