Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia


22.02.23

  •  

    796.jpg

    NOSSOS FILHOS
  •  
  • Os filhos amam-se assim que 
    Que se sente a sua existência
    Acarinham-se até demais 
    Desde esse momento
    Porque aí, o único sentido
    É o amor permanente 
    Com que os confortamos
    Dá-se lhe mimos desde o nascimento
    Até eles mais tarde nos dizerem, chega!
  •  
  • Mas nós num cantinho do cérebro 
    Reservamos sempre o colo para eles
    Nosso amor é dado a todas as horas,
    Minutos, segundos, é sempre dado 
    Está lá sempre o nosso amor
    Mesmo que depois,
    E por algum tempo 
    Nos falte a sua retribuição
  •  
  • Preocupamo-nos p’los seus
    Choros, p’las suas ânsias, 
    P’los seus sonhos
    E vejam lá... Por momentos 
    Até pelos seus sorrisos de paixão
    E por vezes, doentiamente 
    Por todos os seus gestos 
    Que são quase o nosso viver
    E ficamos demasiadamente felizes 
    Quando os vemos contentes
    Com a nossa presença, 
    Ou com o nosso carinho

    Nosso coração vive permanentemente
    Na presença deles, mesmo que não 
    Estejam junto de nós
    Mentalmente, e em algumas ocasiões 
    Estupidamente da maneira obsessiva
    Queremos os ter sempre à nossa volta
    Esquecendo que eles crescem 
    Mas nós, vemo-los do mesmo modo 
    São sempre os nossos Anjos 
    Independentemente da idade
  •  
  • Para nós, os filhos desconhecem
    Toda a malícia da vida, e a maldade
    E pensamos que se nos dizem uma mentira
    É sempre e apenas uma "mentirinha"
    Sem qualquer tipo de importância

  • Ficamos felizes, mas mesmo felizes
    É quando eles nos dizem 
    O que queremos ouvir por toda a nossa vida
    “Eu vos amos, pai e mãe”
  • É aquele momento mágico
    Que mexe com todo nosso interior 
    Por vezes, cheio de mágoas e injustiças
    Porque em certos momentos
    Somos brindados injustamente 
    Por aqueles quem mais amamos 
    Os nossos filhos!
  •  
  • De: Fernando Ramos

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D