Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia


03.09.15

 


 


O murmúrio da multidão


 


Ao fim da tarde quando o sol se despede no horizonte


Ouço distante o murmúrio dos adeptos vibrando


Observando as nuvens vejo a Águia lá bem longe


Que me vem dizer que o murmúrio é a multidão amando


 


Já noite, a lua vem clareando o Estádio de imensidão


E vai sorrindo prós adeptos com brilho duma serenata 


De emoção sinto um apertozinho no coração


Lembrando que a minha paixão é de ouro e prata


 


Será que de momento sou feliz por não estar ali


Será esse um enorme erro que fiz


Mas mesmo longe minha felicidade é enorme


 


Porque toda a vida o Benfica é a minha flor de liz


Com ele, sempre mas sempre sou feliz


Mas agora, não estar no Estádio é minha pouca sorte


 


De; Fernando Ramos   -   78

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D