Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia


25.01.23

778.jpg

  • A VIDA É COMO A CANOA NA TEMPESTADE
  •  
  • A vida desliza na corrente do tempo
    Com mais ou menos ilusões
    Por vezes será um tormento
    Gerir tantas difíceis emoções
  •  
  • Ela é como a canoa em tempestade
    Que na água vai para cima, e p’ra baixo
    Subindo, navega-se na boa metade
    Ao descer é o remanso dum olímpico facho
  • Que nos iluminará esplendorosamente 
  • Até a um cais de desembarque por aí      
    Assim, o equilíbrio é um belo presente
    E saberemos que esse final não é um fim
  •  
  • A vida nos marca desde petizes
    E p’lo tempo fora virá ou não um desencontro 
    Mas se queremos estar bem e ser felizes
    Aceitemos sua arte um bom cais de encontro
  •  
  • De: Fernando Ramos

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D