Minha Poesia

26
Jan 18

770 (2).jpg

 

 

  • NOSSAS CARTAS
  •  
  • Fechas teu coração ao mundo 
    P’ra que o meu nunca o vá encontrar
    Agora, chora-me ele bem no fundo
    Mas um dia o lamento irá passar
  •  
  • Trocámos tantas cartas, meu amor
    Nelas desenhamos nossas estrelas
    Ás noites, são poemas de esplendor
    Que as vou recordando, ao lê-las
  •  
  • Não as rasgarei tira, a tira
    Numa doce ansia que regresses 
    Teu perfume nelas por mim gira
    Ao rogar a Deus, nas minhas preces
  •  
  • Abre teu quente coração, ao meu
    E guardarei todas as cartas num baú
    Nelas conservo um beijo teu
    Roubado, quando p’ra ti era tabu
  •  
  • Nossas zangas sempre veem, e vão
    Levando-me a esperar-te, amor 
    De algumas, me culpas com razão 
    Trazendo sofrimento e tanta dor
  •  
  • de: Fernando Ramos
publicado por Fernando Ramos às 12:26

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Janeiro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9



30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO