Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

647 - SONHOS DE NAVEGAR

Fernando Ramos, 21.06.22

647.jpg

 SONHOS DE NAVEGAR

  •  
  • Vai por mil ondas a dentro 
    Um veleiro que avisto 
    Suas velas vão ao vento 
    Admirá-las, não resisto
  •  
  • Lembram-me outras eras 
    De oceanos prometidos 
    Para homens de quimeras
    Que p’lo mar eram retidos
  •  
  • Alguns chegavam ao porto 
    Com ouro, café e cetins 
    Um, ou outro, seria morto
    Por roubar vestes organdins
  •  
  • O barco do horizonte 
    Já não é a Caravela 
    É sonho levado de fronte
    De Homens anseiando por ela
  •  
  • Quero ser marinheiro dela 
    E irei para o alto mar 
    Ao vento solto a vela 
    Para os ventos me levar 
  •  
  • De: Fernando Ramos