Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

630 - MINHAS MULHERES

Fernando Ramos, 13.05.22

 

630 fr (1).jpg

 MINHAS MULHERES

  •  
  • Mulheres, a minha perdição
    Brancas, Mulatas, e de outras cores
    Por todas, quase morri de tentação
    E por algumas tive dissabores
    Eram de sonho, e pouco as amei
    Mas seus segredos, eu os guardo
    Deram-me tudo na vida, bem sei
    Até seus colos como meu resguardo
  •  
  • Mulheres, que por minha vida passaram
    Nos seus regaços muito sonhei
    Em tantos leitos, todas me amaram
    Em seus lindos corpos, me aconcheguei 
    Depois... Todas elas me deixaram
    E meu coração continua sem dona
    Sofreram, porque por mim se apaixonaram
    Acabei por ficar só nesta vida tristonha
  •  
  • Às minhas Mulheres, de tantos clamores 
    Meu coração, nunca lhes entreguei 
    Deram-me tudo, tudo, com mil ardores 
    E seus murmúrios, os guardei
    Hoje, a grande tristeza me invade
    Porque delas eu tanto desfrutava 
    Agora, apenas resta-me a saudade 
    Se voltasse atrás, o coração lhes entregava

    De: Fernando Ramos