Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

61 - CHAMA TRISTE

Fernando Ramos, 28.07.15

 


 CHAMA TRISTE



Chama triste
É dor que vai e vem
E faz doer o coração
Que lá vai Resistindo à podridão
Que de mansinho
Constrói um mundo infiel
Injusto e corrupto
Que subsiste no puder
Dos Sacanas sem lei
Que nos maltratam, roubam
E nos amarguram
Não conseguindo derrubar
Nem nos afastar
Da grandeza da vermelha bandeira
Que no mastro da honra
De ser BENFICA vai espreitando
A pocilga dos sem vergonha
Dos tempos sombrios!

61 - De: Fernando Ramos