Minha Poesia

22
Fev 17

 

 

POEMA PARA UMA MÃE

 

Seu soldadinho foi embora
Deixou no peito a dor que custa
Foi p’ra Guerra dum povo que chora
P’la Pomba Branca de causa justa

 

A mãe anseia tanta felicidade
Pró fim dessa guerra feia
Sofre triste e de saudade,
P´lo filho em guerra alheia

 

Seu coração anda partido
O tesouro da vida está fora
A Deus, apenas deixa um pedido
Traga o filho em paz, e agora

 

Das areias do medo vai voltar
Porque Deus assim o quer
De novo ele vai abraçar
O coração da pobre mulher

 

São os senhores da guerra
Que por dinheiro, a alimentam
Quer-se longa paz na terra
P’ra tantos, que dela se atormentam

 

As guerras, só trazem dor
Angústias, tristezas e desilusão
Uns vivem deste terror
Por falta de amor no coração

 

Será a mãe, mais abençoada
Se Deus deitar seu bom olhar
Naquela guerra infernizada
E fazer seu menino, de lá voltar

 

Num poema p’ra uma mãe
Andam tambores a rufar
Pianos tocam Mozartt, tão bem
P'lo final da guerra, que está tardar

 

De: Fernando Ramos

 

publicado por Fernando Ramos às 11:49

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Fevereiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

16

19
20
21
23



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO