Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

518 - ADVINHAR O AMOR

Fernando Ramos, 06.01.22

  

518 (1).jpg

  • ADVINHAR O AMOR
  •  
  • Quase sempre se advinha o amor
    P’lo sorriso, ou pelo afagar dum olhar
    São momentos de enorme esplendor
    Deles, nos queremos regalar
  •  
  • Então, sentimos o coração 
    Serpenteando apressadamente 
    Num bom caminho de sofreguidão
    Fazendo-nos amar estupidamente
  •  
  • Nossos sentidos vão perceber
    Que em nossa alma ficou tatuada
    Um sorriso, que nunca vamos esquecer
  •  
  • Ele, nos ligará em exuberância 
    Numa bela longa vida amada
    Como lindas pétalas em abundância
  •  
  • De: fernando ramos
  •