Minha Poesia

30
Nov 19

 

5 (1).jpg

 

POBRE DA VERDADE

 Pobrezinho eu serei
Com muita dignidade
A vida me ensinou
Falar sempre verdade

A verdade dói a todos
Talvez com muita razão
Mas carrega muito saber
A um pobre de tostão

Nesta vida pobre sou
Com altiva emoção
Em outra, alguém rico ficou
Mas pobre de solidão

Os anjos que este pobre tem
A ele dizem tanto respeito
São dos bons e mais de cem
Morando dentro de seu peito

Pobre e feliz fui aprender 
De algum saber e esperteza 
Que mais poderia querer
De tamanha gentileza

Pobre da verdade não estou
E p’ra mim é um céu formoso
De poucos bens, feliz eu sou
Em meu chão bem precioso

Fernando Ramos

publicado por Fernando Ramos às 14:25

Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


22
23

24
25
26
27
28


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO