Minha Poesia

22
Mar 21

  

  • AMAR SEMPRE
  •  
  • Apareces de forma gentil
    P'la calada da noite escura
    Te deitas de forma subtil
    Em nosso lençóis de seda pura
  •  
  • Aí, nossos corpos se amam
    Num frenesi sem parar
    Os corações ficam em chama
    P´la noite que vai acabar
  •  
  • Amamo-nos loucamente
    numa paixão sem dor
    Pedimos aos céus perdidamente
    que não finde o pedaço de furor
  •  
  • Continuamos num vai-vem amado
    p'ra um final que existe
    Trocamos murmúrios de pecado
    Num orgasmo que não resiste
  •  
  • E docemente nos beijamos
    Por este belo acto de amor
    Logo ali concordamos
    Reiniciar no mesmo esplendor
  •  
  • de: fernando ramos  - 241

  •  

 

publicado por Fernando Ramos às 14:50

Março 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
13

15
17
19

21
23
25

29
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO