Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

228 - MÃOS DE FADA

Fernando Ramos, 28.02.21

 

 

  • MÃOS DE FADA

  • E tu irmã, de mãos de fada
  • De mim cuidaste desde cedo
  • Viste acontecer minha vida iniciada
  • Do parto que à mãe não deu medo
  •  
  • De mim sempre bem trataste
  • Em tuas mãos cheias de amor
  • Com elas me preparaste
  • Para um futuro de bela cor

  • Minha irmã de mãos de magia
  • Delas bebi teu bom saber
  • Sem ti, não sei o que seria
  • Se a dor hoje, me aparecer
  •  
  • Eras a dona de toda a arte
  • Dos beijos de mel de bom sabor
  • Teu calor ficou, e nunca parte
  • De meu coração que sufoca de dor
  •  
  • Partiste mais cedo que devias
  • Deixaste-me só na vida prolongada
  • Serei o homem que tu querias
  • Protegido por tuas mãos de fada
  •  
  • de: Fernando Ramos