Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia


28.02.23

 

800 fr.jpg

  • BARCOS DE SOLDADOS
  •  
  • Vejo barcos ao longe, vejo barcos
    Nas ondas que bailam na fina espuma
    Leva magotes de soldados magros
    Que a injustiça enrola na bruma
  •  
  • São homens de bem, como outros
    Cujo seu mal foi nascer pobre
    As espingardas os esperam nos portos
    Que p’las pontas tantas vidas consome
  •  
  • Tantos barcos repletos de medo
    Tantas vidas de destino fugido 
    Tantos ódios que vão batendo 
    Tantas almas de futuro perdido
  •  
  • Os homens são todos iguais
    Mas a cor do dinheiro, senhores a cor!
    Divide o mundo em partes desiguais
    Chorando a vida, peçonhento pavor
  •  
  • Sua esperança, essa não tem fim
    Neste mundo de amanhã incerto
    Ela é um sonho livre voando por aí
    Nos bons, que deste mal vai desperto
  •  
  • Tantos barcos repletos de medo
    Tantas vidas de destino fugido 
    Tantos ódios que vão batendo 
    Tantas almas de futuro perdido
  •  
  • O mundo nesta miséria gira
    Tanto sangue escorre a seus pés
    O senhor do mal vai tocando a lira
    E os soldados suplicando no convés 

    de: Fernando Ramos


26.02.23

 

799 - 1 (2).jpg

799-2.jpg

 ERAMOS TANTOS

  •  
  • Há certas alturas na vida, que a saudade 
    Nos dá uma pancada forte no coração
    Que nos vai deixando de rastos
    Porque fios de memória nos assaltam
    Vindos não se sabendo bem de onde
    Na minha juventude, em minha casa 
    Ali para os lados de Alvalade
    Éramos tantos, muitos mesmo
    Éramos dezassete, e por vezes mais 
    Quando mais alguém aparecia
  • Éramos uma verdadeira família, 
    Apesar de muitos
    Não éramos a família perfeita
    Como nenhuma é
    Mas éramos uma família no sentido
    Mais lato da palavra
    Irmãos, éramos nove, mais pai e mãe
    Avó, três primos, tio e tia
    Era o que se pode dizer, uma casa cheia
    E até, também nos fazia companhia
    Um ou outro cão rafeiro, que
    Nós os miúdos levávamos lá para casa
    Já não falando da passarada
    Que nos pareciam tão felizes como nós
  • Todos se sentavam à mesma mesa
    E escusado será dizer, que era uma festa
    Éramos os reis da vida, pobres mas reis
    Hoje dava tudo só p’la felicidade 
    Desse quadro da altura
    Agora, ainda me lembro 
    De como éramos tão unidos
    Apesar de lá em casa entrar 
    Parcas moedas dos salários 
    Dos meus pais, e tios 
    Fazendo eles autênticos milagres 
    Para dar de comer a tanta boca
    Hoje já quase que não se pode dizer
    Como dizia minha mãe: 
    “Onde comem dois... Comem três”
    Mas ali, esse número 
    Era sempre a multiplicar
    Hoje já não somos tantos 
    Pais, tios e avós já não estão cá
    E nós, irmãos e primos, cada um
    Tem a sua vida e seus filhos
    E já vai sendo mais difícil 
    Vermo-nos todos ao mesmo tempo
    A não ser, para um ou outro momento
    E por vezes, bem difícil é esse momento
    Que saudades eu tenho 
    Do tempo, onde éramos tantos
  • E tão felizes
  •  
  • De: Fernando Ramos


25.02.23

 

798 (1) (1).jpg

  • QUEM ÉS TU LUA
  •  
  • Quem és, quem és lua branca
    Que p’ra todos, sorris com teu espreitar
    Não és feitiço, e esse olhar encanta
    Tantos seres prontos p’ra amar
  •  
  • Nunca serás rosa, nem pura mulher
    Mas és o brilho que o mundo aceita
    E de ti, um grande amor quer
    Teu observar que bem o deleita      
  •  
  • És a lua nova, ou lua cheia
    Em noites soberbas de alegria 
    Vista por ti, a paixão semeia 
    Eterna vida de formosa magia
  •  
  • És a lua de todos os vencedores
    E alumias os jardins das ruas 
    Onde namorados anseiam amores
    Embriagados em paixões lindas e nuas
  •  
  • Teu futuro é relido nas estrelas
    Que também são graciosas
    De dia não se consegue vê-las
    Mas contigo na noite, são bem curiosas
  •  
  • De: Fernando Ramos


24.02.23

 

 

797 (2).jpg

  • POESIA DE AMOR
  •  
  • Ainda se escreve poemas de amor
    Como se escrevia antigamente
    Alguns são cantados p’lo trovador
    Com fervoroso sentimento ardente

    A poesia leva a beber a emoção
    Já foi no passado, e é no presente
    Inspirada na ilimitada paixão
    Da chama imensa incandescente

    É a pura satisfação maior 
    Do poeta sábio e inspirador
    Torna a tristeza um fim menor
    Com mensagens de esplendor

    O poema é a brasa que não morre
    E vai aconchegando um coração
    O amor, dele se socorre
    Nos dias negros de solidão

    Não há poemas inspirados à toa
    Porque o amor, por eles padece 
    É escrita errante terna e boa 
    Que ao poeta tanto envaidece

    Na poesia vai a beleza de viver
    E doces momentos p’ra desfrutar
    Vêem do génio do bem escrever
    A imaginação do saber e do amar   

    Poesia será sempre a voz da ânsia
    Num querer sem ilusão
    Nela a esperança não se cansa
    E mora bem pertinho do coração
  •  
  • De: Fernando Ramos


22.02.23

  •  

    796.jpg

    NOSSOS FILHOS
  •  
  • Os filhos amam-se assim que 
    Que se sente a sua existência
    Acarinham-se até demais 
    Desde esse momento
    Porque aí, o único sentido
    É o amor permanente 
    Com que os confortamos
    Dá-se lhe mimos desde o nascimento
    Até eles mais tarde nos dizerem, chega!
  •  
  • Mas nós num cantinho do cérebro 
    Reservamos sempre o colo para eles
    Nosso amor é dado a todas as horas,
    Minutos, segundos, é sempre dado 
    Está lá sempre o nosso amor
    Mesmo que depois,
    E por algum tempo 
    Nos falte a sua retribuição
  •  
  • Preocupamo-nos p’los seus
    Choros, p’las suas ânsias, 
    P’los seus sonhos
    E vejam lá... Por momentos 
    Até pelos seus sorrisos de paixão
    E por vezes, doentiamente 
    Por todos os seus gestos 
    Que são quase o nosso viver
    E ficamos demasiadamente felizes 
    Quando os vemos contentes
    Com a nossa presença, 
    Ou com o nosso carinho

    Nosso coração vive permanentemente
    Na presença deles, mesmo que não 
    Estejam junto de nós
    Mentalmente, e em algumas ocasiões 
    Estupidamente da maneira obsessiva
    Queremos os ter sempre à nossa volta
    Esquecendo que eles crescem 
    Mas nós, vemo-los do mesmo modo 
    São sempre os nossos Anjos 
    Independentemente da idade
  •  
  • Para nós, os filhos desconhecem
    Toda a malícia da vida, e a maldade
    E pensamos que se nos dizem uma mentira
    É sempre e apenas uma "mentirinha"
    Sem qualquer tipo de importância

  • Ficamos felizes, mas mesmo felizes
    É quando eles nos dizem 
    O que queremos ouvir por toda a nossa vida
    “Eu vos amos, pai e mãe”
  • É aquele momento mágico
    Que mexe com todo nosso interior 
    Por vezes, cheio de mágoas e injustiças
    Porque em certos momentos
    Somos brindados injustamente 
    Por aqueles quem mais amamos 
    Os nossos filhos!
  •  
  • De: Fernando Ramos


20.02.23

 

795.jpg

  • NOSSA LUA CHEIA
  •  
  • Ouvir tua voz 
    É melaço em meu peito
    É um doce de cereja
    Que se desfaz na boca
    Um dia ao ouvir-te,
  • Todo meu mundo 
    Se virou do avesso
  • E jurei que te amaria p’ra sempre
    E ainda agora quando te ouço 
    Meu coração dispara 
    Num torvelinho endoidecido

  • É como se regressasse ao tempo 
    De quando te conheci,
    Que sobre a chuva impiedosa
    Num jardim da cidade
    Te disse p’la primeira vez
    Que te queria
  • Nunca me canso de te amar,
  • Meu amor
    E apesar de já ter passado
    Algum tempo, nossas noites
    Continuam a ser como da primeira
    E sem poréns, tontamente 
  • Nossos corpos passam de dois,
  • A ser apenas um 
    Num sentimento puro e guloso
  •  
  • Te quero tanto, meu amor
    Quero apenas,
    Mais momentos de felicidade
    E que a tua presença, 
    Seja uma lua cheia p’ra minha vida
    A nossa lua cheia
  •  
  • De: Fernando Ramos


18.02.23

 

794 (2).jpg

  • AMO AS ÁRVORES
  •  
  • Quero beijar todas as árvores
    Abraçar todas as árvores
    Ama-las como se ama a natureza
    Elas são o meu respirar 
    E vou sempre deseja-las
  • Desde a raiz até ao topo

  • Vou ama-las em toda a sua imensidão
    Amando seus troncos
    Que um dia serão tábuas
    Do meu refúgio na eternidade

  • Amo a árvore, e seus filhos
    Como se fossem meus
    Amo seus frutos 
    Que me saciam no mais belo manjar

  • Amo-as quando o sol já vai alto
    Poque são a sombra do meu viver
    Não as trocando por qualquer
  • Momento de ilusão

  • Bem sei que elas são agrestes
    E bravas como a serra
    Ao mesmo tempo são finas 
    Como as rosas 
    E tão dóceis como o amor

  • As árvores das florestas são pérolas 
    E um sorriso em mil palavras
    São um passado dentro do presente
    São o futuro dentro do mundo 
    E haja o que houver
    Vão estar sempre lá
  • P´ra dar o gozo deste mundo
  • De seres maravilhosos
  •  
  • DE: Fernando Ramos


16.02.23

 

793 (2).jpg

  • FLORES DESEJADAS
  •  
  • Desejam-se jasmins e rosas
    Em cores graciosas e garridas
    São gotas frescas e vistosas
    Das primaveras floridas
  •  
  • Nascem em verdes jardins 
    Tantas flores de lindos tons 
    Mas são rosas, e jasmins 
    Que embelezam corações bons
  •  
  • São como melaço num peito
    Ofertadas com imenso amor 
    Vivido num sonho perfeito 
    Em aveludada noite de calor
  •  
  • P'’los jardins, elas são vistas
    Por quem, as tanto quer 
    Oferecem-nas em cores mistas 
    A uma doce e graciosa mulher
  •  
  • Lindas, flores desejadas
    Alegram toda uma vida
    Por alguém, são plantadas
    Na sua sabedoria desmedida

    E em vistosos exuberantes jardins 
    Repletoe de belas flores
    As rosas e os lindos jasmins
    Brotam fragrâncias infinitas de amores
  •  
  • De: Fernando Ramos


15.02.23

 

792 (2).jpg

  • ANDA COMIGO MEU AMOR
  •  
  • Anda comigo meu amor
    Vamos ao céu, nosso ninho contemplar
    Lá num sol sentiremos o calor
    Dos sonhos que à terra nos faz voltar
  •  
  • Cá em baixo, junto da multidão
    À toa nos amaremos no meio dela
    Aí, não ganharemos a negra solidão
    Nem a tristeza nos deixará sequela

  • Assim a paixão, terá sua oportunidade
    De nos seguir p'la vida fora
    Desejamos ser eterna a felicidade
    Que nos fará amar, a toda a hora
  •  
  • "Anda comigo, meu amor
    Vamos ao céu nosso ninho contemplar
    Lá num sol sentiremos o calor
    Dos sonhos que à terra nos faz voltar!
  •  
  • Seremos tão felizes no nosso lar
    Ali, os filhos nos sucederão
    Teremos tempo p’ra no jardim desfrutar
    Toda a caminhada da nossa união

  • Deus será eterna testemunha
    Sua vontade é por nós superada
    Como a pauta que o maestro compunha
    Na sinfonia que nos estava destinada
  •  
  • "Anda comigo meu amor
    Vamos ao céu nosso ninho contemplar
    Lá num sol sentiremos o calor
    Dos sonhos que à terra nos faz voltar"
  •  
  • De: Fernando Ramos


14.02.23

 

791 (2).jpg

  • AMOR VAGO

    Amor vago bem definido
    Será quimera de momento
    Numa utopia ficará diluído
    Trazendo ao coração, triste alento 

    Nascerá no lugar que se combina
    Com a luz, para um olhar infinito 
    Navegará num rio de água cristalina
    Onde o aclamarão num puro grito
  •  
  • Será numa onda, onde tudo se inicia
    Que nesse amor se verá claridade
    Tão branca, tão bela como a luz do dia
    Mas numa uma vida vincará a saudade

    Viverá num longínquo areal 
    Onde se afrontam sonhos de sedução 
    Será um momento, puro e irreal 
    Que perdurará na escuridão
  •  
  • O amor vago, se irá perder
    Na magia dum coração
    É no sonho que irá vencer
    Esse momento, de pura ilusão
  •  
  • De: Fernando Ramos

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D