Minha Poesia

04
Mar 21

 

 

  • MOINHOS DE VENTO
  •  
  • Eram moinhos de vento
  • E contra eles o cavaleiro lutava
  • Lá era feito o sustento
  • P´ra todos que perto moravam
  •  
  • Era aí que o sonhador D. Quixote
  • Guerreava com eles à tardinha
  • Levava por baixo de seu capote
  • Muitos, e muitos quilos de farinha
  •  
  • Pró povo se alimentar
  • O bom pão era lá feito
  • E D. Quixote a todos ia amar
  • No seu juízo perfeito

  • Eram moinhos de vento e de amor
  • E por eles D. Quixote sofria
  • Imaginava duras lutas de dor
  • Mas essas ele não as queria
  •  
  • E de bem com eles ficou
  • Os moinhos de sua glória
  • D. Quixote assim lutou
  • Sentindo o prazer da vitória
  •  
  • Herói e justo guerreiro
  • Que todos nós apaixonou
  • Tu serás eternamente o primeiro
  • Do povo que sempre te amou

  • De: fernando ramos
publicado por Fernando Ramos às 13:17

Março 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
13

15
17
19

21
23
25

29
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO