Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

218 - BEIJO MOLHADO

Fernando Ramos, 08.02.21

  

218.jpg

  • 218 - BEIJO MOLHADO
  •  
  •  Dei-te um beijo molhado
  • Em teus lábios de doçura
  • Dele, não disseste obrigado
  • Apenas fizeste censura

  • Fiquei preocupado
  • Pela tua desfaçatez
  • Deles havias sempre gostado
  • E pedias mais e mais, outra vez

  • Por aí, algo se passa
  • E eu não estou a perceber
  • Diz lá se é alguma graça
  • Ou não te está apetecer

  • Afinal era mesmo isso
  • Que estava acontecer
  • Voltei a ver teu sorriso
  • De manhã e ao anoitecer

  • Aí te beijo outra vez
  • Com a mesma doçura
  • E teremos a sensatez
  • De o guardar na loucura

  • E não, na mágoa sofrida
  • Que me tráz tantos desejos
  • De amar-te pela vida
  • Como um poena de beijos

  • de: fernando ramos