Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

217 - AJUDA DO FEITICEIRO

Fernando Ramos, 06.02.21

 

 

  • AJUDA DO FEITICEIRO

  • O velho feiticeiro diz:
  • Que meu silêncio é de pedra
  • Ele acha que o cupido quis
  • Que não quebrasse essa regra
  •  
  • É que eu tinha prometido
  • De amor, nem ao vento falar
  • Já que não tinha conseguido
  • A bela mulher conquistar
  •  
  • Este silêncio vou quebrar
  • Porque, por ela ando exaurido
  • E ao feiticeiro vou contar
  • Como não sou correspondido
  •  
  • Ele vai ter de me ajudar
  • Meu coração não aguenta
  • Eu por ela vou acabar
  • Mal com minha tormenta
  •  
  • O meu silêncio terminou
  • E agora grito ao mundo
  • Amo a mulher que me levou
  • Ao maior silêncio profundo
  •  
  • Lindas rosas lhe ofereci
  • Porque o feiticeiro me aconselhou
  • Lutei tanto que consegui
  • Seu amor que demorou
  •  
  • O mundo ficou a saber
  • O que o feiticeiro fez por mim
  • Que ele deu uma ajuda, a ela
  • Com pozinhos de perlimpimpim
  •  
  • de: Fernando Ramos