Minha Poesia

27
Jan 21

 

 

 

 

PELA ESTRADA FORA - RAP


Cá vou eu p´la estrada fora

no meu velho carrinho

com a minha namorada

confortando-me de carinho

 

Ela diz que me adora...

mas não sei se é mentirosa

Quero lá saber disso

Da minha flor graciosa

 

É bom ir p´la estrada

levando a namorada ao lado

Ela engana-se nas mudanças

e brinca no bicho danado

 

Aí vamos nós na velha estrada

com muita pressa de chegar

Com ela irei para a cama

p´ra de amor aconchegar

 

Meu Deus, a miúda é boa

e é boa todos os dias

conhecia em Lisboa

num baile que até tu ias

 

Vou tomar uma atitude

mas o carro tenho de encostar

Ela p´ra mim vai mermurando

num bem bom de seu amar

 

Não há tempo de parar

porque ela a mim se agarra

Óh meu Deus estou perdido

na mudança se foi enganar


Já não sei se vou travar

ou se grito sem sentido

Ouve lá minha menina

pára lá mas é com isso

ainda tenho um acidente

se não largas o toutiço

 

E nesta velocidade feia

nada a está a ralar

porque vai de mão cheia

e eu louco para a papar

Bem.., não há nada a fazer

deixa-me ir mas é assim

ela está toda entretida

e sempre me entretém a mim

 

Mas na bomba tive de parar

não é que vá abastecer

é que o raio da miúda

Já me pôs foi a ferver

Ela faz o que eu mais gosto

e também é, ao gosto dela

assim é que está bem

p´ra mim e p´ra ela


É bom ir p´la estrada

levando a namorada ao lado

ela engana-se nas mudanças

e brinca no bicho danado

 

Continuamos pela estrada

Já muito longe de Lisboa

ela diz que me quer agora

e até acho uma ideia boa

 

Uma miúda assim

todos nós devíamos de ter

quando não estamos à espera

elas, o menino vão querer

 

Ela não está nada mansa

quer novamente festa

paro o carro, senão ele dança

e depois é ela, que me detesta

 

E lá teve de ser

amamo-nos mesmo ali

a miúda, eu a comer

com os outros acenarem para mim

 

É bom ir p´la estrada

levando a namorada ao lado

ela engana-se nas mudanças

e brinca no bicho danado

 

Não sei onde isto vai acabar

duas vezes tive de parar

se ela continua assim

ao destino tarde vou chegar

Eu quero lá saber disso

esta é a viagem que sempre quiz

ela vai estando no reboliço

e eu também muito feliz

 

E lá volta ela à carga

uns quilómetros à frente

ela a mim não me larga

e eu fico tão contente

 

Isto de amar é muito bom

quando é descarada

mesmo que não seja de bom tom

Nós queremos é marmelada

 

É bom ir p´la estrada

levando a namorada ao lado

ela engana-se nas mudanças

e brinca no bicho danado

 

de: Fernando Ramos

publicado por Fernando Ramos às 16:09

Janeiro 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

13

22
23

25
26
28

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO