Minha Poesia

18
Jan 21

 

 

AS CORTINAS DA JANELA


As cortinas da minha janela

São de xita e não tem renda

Elas me protegem do sol

Que de manhã chega como prenda

 

São alegres e muito coloridas

Com flores da primavera

Devem ser das mais floridas

Diz a minha vizinha Vera

 

A Vera é muito amorosa

Porque das cortinas gosta

Ela comigo até fez uma aposta

Como a xita veio da Costa

 

De onde ela veio, não sei

Se da Costa ou de Lisboa

Mas na xita verifiquei

Que era de qualidade boa

 

Tenho umas lindas cortinas

Que na janela ficam bem

Tantos gostam muito delas

E isso eu também já sei


Na janela vou ficar

Com as cortinas lá postas

Toda  gente as vai olhar

E pedirem-me umas amostras

 

De: fernando ramos

publicado por Fernando Ramos às 10:19

Janeiro 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

13

22
23

25
26
28

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO