Minha Poesia

31
Out 20

  • AMOR INTENSO
  •  
  • O amor cria saudades,
  • desertos, tristezas
  • Ele habita em nós
  • desde que nascemos,
  • segue-nos para sempre
  • e por vezes encontra
  • sua alma gémea
  • Com ela troca 
  • cumplicidades eternas
  • que nos dá momentos
  • de prazer
  • O amor, procura amar
  • sempre a quem nós
  • queremos trocar murmúrios
  • em noites sem fim
  • O amor cria alegria,
  • ausências, dependência
  • e paixões que nos sufocam
  • O amor é a chama
  • que nunca se apaga,
  • mas em alguns
  • momentos sofre
  • e desatina,
  • o amor é a vida e a esperança
  • dum lugar tão verde
  • que amamos sempre, 
  • sempre
  •  
  • de: fernando ramos
  • 15.8.2005 
publicado por Fernando Ramos às 16:34

30
Out 20

 

 

 

  • 134 - DINHEIRO
  •  
  • Dinheiro, dinheiro, dinheiro
  • é sempre o dinheiro
  • que é o primeiro
  • Dinheiro para aqui
  • dinheiro para ali
  • é que, se não tiveres dinheiro,
  • não és o maior, 
  • e não vais a lado nenhum
  • Dinheiro para compras,
  • dinheiro para guardar,
  • guardar! Isso é que era bom!
  • Para guardar quando
  • nem há dinheiro para
  • o menino sustentar
  • Com ele eu compro
  • barcos, se calhar
  • até vou ás estrelas
  • e até ponho o cangalheiro
  • assobiar num funeral,
  • ou o senhor dos Jornais
  • a fazer piruetas, 
  • até o cão do meu vizinho
  • a comer no restaurante
  • ou o Senhor dos Aneis
  • a cantar o fado 
  • Maldito dinheiro, 
  • com ele muito novos amigos
  • vou arranjar
  • Mas para que queremos
  • o malandro do dinheiro?
  • Bom...
  • Se não tiveres algum 
  • também não vives.
  • Se morrermos ele fica cá todo.
  • Pois é amigo, 
  • olha em teu redor
  • e vê se realmente
  • precisas de muito dinheiro!
  • Com ele não se compra
  • uma boa amizade, 
  • aquelas do coração, 
  • e essa tu precisas,
  • essas amizades querem
  • lá saber do dinheiro!
  • Não compras o amor,
  • sim o amor,
  • para que serve teres 
  • dinheiro para amar? 
  • O Amor quando aparece,
  • o verdadeiro amor
  • também não quer saber 
  • nada do dinheiro
  • O dinheiro é bom
  • de se gastar,
  • e o amor...
  • é bom para ficar
  •  
  • de: fernando ramos
  • 15.8.2005 
publicado por Fernando Ramos às 11:09

29
Out 20

  • É BOM LEMBRAR...
  •  
  • É bom lembrar que temos família 
  • E temos de dar mais atenção a ela
  • É bom lembrar que fazes anos em Outubro 
  • De qualquer ano, e não me posso esquecer
  • De pelo menos dar-te uma flor
  •  
  • É bom lembrar que tenho alguns 
  • Amigos (poucos, eu sei),
  • Que merecem pelo menos 
  • Um olá de vez enquanto
  •  
  • É bom lembrar que a minha 
  • Filha está uma mulher 
  • Merecendo todo o meu amor e carinho
  • É bom lembrar que tenho coisas 
  • Muito importantes na vida
  • Como passear num jardim 
  • De mão dada com a minha mulher
  •  
  • É bom lembrar que não vivemos 
  • Para sempre, e aproveitar 
  • Todos os minutos 
  • P´ra estar com aqueles 
  • Que mais gostamos
  •  
  • É bom lembrar que é importante 
  • Ter saúde,e ir evitando disparates 
  • Porque é muito bom andar por aqui
  •  
  • É bom lembrar que existe 
  • Gente que precisa de nós
  • E devemos a qualquer momento 
  • Contar com eles, esquecendo  
  • O nosso egoísmo
  •  
  • É bom lembrar que se deve viver 
  • Um dia de cada vez, 
  • Como se fosse sempre o primeiro
  •  
  • É bom lembrar que se deve sorrir
  • Sempre quando o nosso 
  • Clube marca um golo
  •  
  • É bom lembrar sempre
  • E sempre lembrar,
  • que se deve proteger
  • A natureza e os animais
  • E que as pessoas 
  • É o que há de mais importante
  • E são para se amar, e não para usar
  •  
  • de: fernando ramos
  • 14.8.2005
  •   
  •  
  •  

 

publicado por Fernando Ramos às 18:33

28
Out 20

  • 132 - TEU REGRESSO
  •  
  • Teu corpo é a beleza 
  • Da minha inspiração
  • Onde me perco
  • Na intuição vadia
  • Torneada de malicia
  • Nele vou esquecer 
  • Todo tempo que perdi
  • P´ra te encontrar
  • E agora ao ver-te
  • Recordo tua voz
  • Que nesta ausência
  • Minha memória preservava
  • Bem como o aroma 
  • Delicado de teu perfume
  •  
  • Onde andaste meu amor
  • Todo este tempo
  • Perdido sem sentido
  • E eu à muito que queria
  • Esse doce olhar e o gentil
  • Sorriso de teus lábios
  • Que os meus tanto anseiam
  •  
  • Viajei por oceanos
  • E tempestades desafiei
  • P´ra te encontrar
  • No fim nelas quase
  • Me afoguei por amor
  • Em oceanos sem fim
  • Por ti cantei melodias
  • Em noites de boémia
  • Entregando-me 
  • Ás recordações de teus
  • Suaves abraços
  •  
  • Saber por onde andaste
  • Pouco interessa agora
  • O importante, é que 
  • És o prado mais lindo
  • Da minha suave planície
  • Que vai dar a tranquilidade
  • Ao meu adormecer a teu lado
  •  
  • de: fernando Ramos
  • 14.8.2005
  •  

 

 

publicado por Fernando Ramos às 17:15

27
Out 20

131 (1).jpg

131 - LOUCO AMOR

 Ama a teu belo prazer
Alimentando meu amor
E no teu doce enlevo
Acaricia o desejo de meu olhar

Dá-me o sabor de teus lábios
E sente o prazer dos meus
Amando recortes de teu corpo
P´ra meu prazer infinito

Perde tua razão em mim
Deixa-me saciar em teu ser
Dá-me prazeres sem fim
Na emoção envolvente de viver

Fico louco e perdido
Quando te escondes em mim
Perco o sentido do tempo
Beijando teus seios sem fim

Ama-me perdidamente
Como deseja minha alma
Faz-me sair ansiosamente 
Da escapada loucura calma

de: fernando ramos
13.8.2005

publicado por Fernando Ramos às 21:02

26
Out 20

 

  • A VITÓRIA
  •  
  • Hoje fui ao estádio 
  • ver a minha equipa jogar
  • tinha um adversário bom
  • mas acabou por ganhar
  •  
  • Foram dois golos sem resposta
  • marcados com a cabeça
  • o jogador que os fez
  • nem se quer pediu licença
  •  
  • Dois a zero é muito bom
  • e nem foi um jogo a doer
  • o adversário era difícil
  • mas acabámos por vencer
  •  
  • Marcar o golo é um orgasmo
  • dizem para aí nos jornais 
  • Dois, o prazer é maior
  • e como seria se fossem mais
  •  
  • Ir ao estádio e ganhar
  • é óptimo se acontecer
  • a nossa equipa é muito forte
  • e os jogos são para vencer
  •  
  • Foi bom ir ao futebol
  • e assistir a uma bela vitória
  • a equipa jogou bem
  • num jogo de pouca história
  •  
  • Os jogos deviam de ser assim
  • com jogadores bem cansados
  • e o árbitro nem inventou
  • pénaltis, e golos anulados
  •  
  • Os jogos são uma festa
  • se houver honestidade, senhores
  • porque o desporto é bem bonito
  • havendo respeito p´los espectadores
  •  
  • de: fernando ramos
  • 13.8.2005

 

publicado por Fernando Ramos às 12:20

25
Out 20

  • 129 - NOSSOS CAMINHOS
  •  
  • Vou a teu lado
  • seguindo teu caminho
  • e vendo outros que por nós
  • se cruzam
  • Indo pelos seus, também 
  • que os levarão a algum lugar
  • Não quero que vás sozinha
  • por isso te acompanho sempre 
  • e sempre te seguirei
  • no mesmo rumo da vida
  • Nossos caminhos se encontraram
  • já lá vão muitos anos
  • e fieis nos mantivemos 
  • à nossa primeira jura de amor
  • Te seguirei meu amor 
  • e teu caminho será o meu 
  • até que Deus ache que chegou 
  • a hora da minha separação
  • Outros, seguirão seus caminhos
  • se calhar mais tortuosos
  • que tem sido este doce caminhar
  • E neste nosso longo passeio
  • te ofereço rosas 
  • brotando cheiros 
  • que nos seguirão
  • perfumando para sempre
  • nossa vida
  • E juntamente com elas 
  • te darei beijos quentes
  • de poesia, deste poeta
  • que não de perde
  • por teu caminho
  •  
  • de: fernando ramos
  • 12.8.2005

 

 

 

publicado por Fernando Ramos às 19:00
tags:

24
Out 20

  • EU GOSTAVA DE TE VER
  •   
  • Eu gostava de te ver,
  • e dizer-te que és a luz
  • que me alumia nas noites
  • que me seduzes
  •  
  • Eu gostava de te ver
  • e ser uma pomba para poder
  • voar pelo céu infinito
  • e nas tuas mãos pousar 
  •  
  • Eu gostava de te ver
  • e ser uma boa onda
  • onde teu corpo
  • eu pudesse molhar
  • e na espuma salgada
  • Teus seios acariciar
  •  
  • Eu gostava de te ver
  • e ser o sol, e meus raios
  • te oferecerem todo o calor
  • que vai no meu peito 
  •  
  • Eu gostava de te ver
  • sentir teus lábios 
  • e baixinho te dizer
  • como te amo
  •  
  • de: fernando ramos 
  • 12.8.2005  
publicado por Fernando Ramos às 15:37

23
Out 20

127 (1).jpg

 

127 - O SONO DO MUNDO

 O mundo dorme de um sono profundo 
e nada o faz acordar

Em cada três segundos 
morre uma criança de fome
como se fosse uma
causa natural

Como é possível o egoísmo
do homem chegar a este ponto
não vendo ele
dentro das trevas 
da sua própria loucura
o mal que vai fazendo

Mundo para onde vais
quando permites tão grande atrocidade?

É a pura degradação humana
enquanto gasta tanto, e tanto dinheiro 
em guerras estúpidas e sem sentido

A paranóia chegou para lá da vergonha
quando deixa o seu semelhante 
desaparecer em condições tão trágicas

Acorda mundo, 
não podes dormir... 
Não podes dormir!

de: fernando ramos
11.8.2006

publicado por Fernando Ramos às 12:23

22
Out 20

126.jpg

  • 126 - O AMOR E A ONDA
  •  
  • A onda chega à praia
  • Onde o nosso amor assiste
  • Ao suave entardecer
  • Ele não pode ser mais fraco
  • Que a onde, porque ela o pode
  • destruir, e ele é indestrutivel
  •  
  • O amor tem de viver
  • E ganhar fulgor, e ser forte
  • Como o rochedo,
  • Porque ele não se destroi
  • e a tudo resiste,
  • Mesmo com o passar do tempo
  •  
  • E na praia, a onda
  • Quando chega, salpica
  • Teu olhar e teu sorriso
  • Espalhando o seu sal
  • Em teu corpo, abraçando-te
  • Com sua espuma
  •  
  • E em pensamento
  • Com meus dedos
  • Suavemente na areia
  • Desenharei teus lábios
  • E os acariciarei
  • Lembrando quentes beijos
  •  
  • Como eu gostava 
  • De ser tão forte
  • Como a onda
  • E como a rocha,
  • E também resistir
  • Semnpre, e sempre
  •  
  • de: fernando ramos
  • 10.8.2005
publicado por Fernando Ramos às 18:34

Outubro 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

13
16

19
20
21



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO