Minha Poesia

04
Jun 20

68 (1) (1).jpg

 

MEU CANTO

Canto a minha liberdade
em poemas de paz e amor
inspirados por poetas
que encorajam meu fervor
Canto à saudade vivida
de tempos atrás passados
Onde lembranças gravaram 
Todos os meus pecados

Canto à natureza
que me dá alento p'ra viver
Sabendo que ela um dia
me irá deixar morrer
Canto ao meu destino
porque ele me faz amar
Quem na minha vida
segue o meu cantar
Canto à alegria
que vai por meu peito,
ela me deixa exuberante 
Com a paixão que me deito
de: fernando ramos 
20.07.2005
publicado por Fernando Ramos às 20:39

Junho 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO