Minha Poesia

10
Out 18

  

881 (2).jpg

 

881 - MÁ VIDA PASSADA

 

P´ra ti mãezinha, minha flor

Que vives no meu coração

Faço uma declaração de amor

Beijando-te de ternura e paixão

 

Tu és toda a minha vida

E recebes minha adoração

Sei que tua vida foi sofrida

Com o infinito eco da tua razão       

 

Perdoa-me querida mãe

Por meu vicio ser magoado               

Mas Deus, e tu sabem bem

Ser este meu destino traçado

 

Não percebo as chamas deste pecar

Talvez por má vida passada

Sofro muito por te mal tratar

No silencio da dor desgraçada

 

Sabes que me quero redimir

Mas a droga é minha tortura 

Acabo sempre por te mentir

Com a profundeza da amargura

 

De: Farnando Ramos

publicado por Fernando Ramos às 22:07

Outubro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12
13

15
20

21
22
23
25
27

28
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO