Minha Poesia

06
Out 18

 

879 (2).jpg

 

  • 879 -  PERDIDO DE AMOR
  •  
  • A dor silenciou minha alma um dia
  • Por estar de ti embriagado de amor
  • Fazendo dele música de bela melodia        
  • Deixando-me presioneiro e sonhador 
  •  
  • Já não sei mais o que fazer
  • P´ra me soltar deste destino   
  • Tão apertado por tanto te querer
  • Desfazendo minha vida que arruino
  •  
  • Perdido de ti, em louca paixão
  • Em mim gira um carrossel de ansiedade    
  • Numa doce ondulada bela emoção
  • Esperando que sintas minha vontade  
  •  
  • Meu amor por ti é um recitar de fascínio
  • E a luz soberba da poesia de abraços
  • Que escrevo p´ra ti em desatino
  • Em folhas que guardo atadas em laços     
  •  
  • De Fernando Ramos
publicado por Fernando Ramos às 17:30

Outubro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12
13

15
20

21
22
23
25
27

28
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO