Minha Poesia

09
Mar 18

802 (2).jpg

 

  • INCERTEZA POÉTICA
  •  
  • Voando na minha cálida poesia
    Lembro bons momentos, e de turbilhão
    São dilemas, factos, ou alegria
    Ocorridos p´la pobre inspiração
  •  
  • Na mente, disperso dados reais
    Ou então, a mais pura imaginação
    Ela é aberta a momentos fulcrais 
    Que navegam na lágrima da emoção
  •  
  • Vão sobrevivendo em meus versos
    Estrofes criadas em meu olhar
    Trazem luz, e enredos dispersos
    Que apenas pretendo divulgar
  •  
  • Mas serão boas as minhas fantasias
    Que na poesia transformo em ilusões 
    Ocorre-me dúvidas nas margens frias
    Dos sonhos semeados nas inspirações
  •  
  • E nesta divagante incerteza poética
    Vai crescendo uma feliz vontade
    De escrever mais, p’ra gente céptica
    As ideias que giram p´la minha liberdade
  •  
  • Só assim direi ao céptico mundo
    Como é extraordinário sonhar
    Que se preparem, porque os inundo
    Com meus versos, de vida e pensar
  •  
  • Assim vou passando os dias
    Na boa vontade de escrever
    Transformando poemas, em guias
    P'ra esses, que andam mal sem saber
  •  
  • De: Fernando Ramos
  •  
publicado por Fernando Ramos às 16:24

Março 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9



31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO