Minha Poesia

29
Jan 18

773 (1) (1).jpg

 

 

  • PORTAS
  •  
  • Bati em algumas portas
    Nem uma só se abriu
    Não foi em horas mortas
    Nem esse era um dia de frio
    Em outra, depois fui bater
    De dentro respondeu uma voz
    “A porta não abrirei, ficas já saber
    Que aqui mora um sofrimento atroz”

  • E numa corrida sem tamanho
    Dali, logo, logo, fui partir
    De dor, já basta a que tenho
    Prefiro viver por aí a sorrir
    Ás portas não volto a bater
    Não se sabe o que lá vai dentro
    Não vá, eu também um dia sofrer
    O resto da vida em lamento
  •  
  • De: Fernando Ramos
publicado por Fernando Ramos às 21:04

Janeiro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9



30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO