Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

30
Set17

656 - BELA É A NATUREZA

Fernando Ramos

656.jpg

  • BELA É A NATUREZA
  •  
  • Bela é a natureza
    Que nos oferece o sol
    O luar, o esplendor da vida
    Que a seu lado é uma festa
    Deixa-nos amar, e viver dentro dela
    Sem melancolia, sem poréns,
    Sem ódio, sem discriminação,

  • Só que... 
  • Depois estragamos tudo
    Eu quero a natureza 
    P’ra mim, e para ti
    Vamos estima-la, ama-la, bebe-la
    Ela nos possui com paixão
    Na sua brandura de querer
    Que bela é a natureza
  • E que bom senti-la com prazer!
  •  
  • De Fernando Ramos
29
Set17

655 - QUANTO EU DARIA

Fernando Ramos

655.jpg

 

 

  • QUANTO EU DARIA
  •  
  • Quanto eu daria
    P’ra voltar a ter
    A mulher que me tem deixado 
    A vida num desassossego
    Quanto eu daria p´ra ver, 
    Nem que fosse pela ultima vez
    Quanto eu daria p’ra sentir 
    Novamente seu perfume,
    Seus lábios, ou beijar seus seios
    Outra vez
    Estou a ser severamente castigado
    P’la minha insensatez
    Deixei-a partir por causa
    Da arrogância que me consome
    E não ter percebido que ela
    É só, a mulher que amo
    A mulher que vive gravada 
    Na minha alma desassogada
    Quanto eu daria, meu Deus!
  •  
  • de::Fernando Ramos
28
Set17

654 - MUNDO SEM JUIZO

Fernando Ramos

 

 

654.jpg

  • MUNDO SEM JUIZO
  •  
  • Da minha janela,
    Avisto árvores que se agitam
    Cercadas p´lo vento 
    Ouço o seu forte soprar
    Como falando comigo
    Com elas vem as mágoas do mundo
    E eu, na minha triste solidão
    Apercebo-me de seus dizeres 
    Que mais uma vez 
    Não trazem novidades 
    E me fazem ver
  • E sentir os lamentos 
    Da vida humana

    Pressinto o sofrimento 
    Do outro lado do mundo,
    Igualzinho aos deste lado de cá
    Vejo crianças angustiadas p´la fome 
    E mães, que no choro me dizem 
    Tanto do seu sofrimento 
    Isto, dá enorme pancada no coração
    E penso "Como é possível meu Deus
    Andares tão frio, e distraído!" 

    Vejo os sem abrigo, sem sustento
    Iguais aos da minha cidade,
    Deste lado de cá do mundo
    Vejo mortos que se espalham 
    Como numa grotesca cena de Dante
    Aqui, a guerra mostra as garras 
    Do seu mal com todo o seu cinismo

    O vento vai-me falando, falando, falando
    E mostrando a miséria da vida humana
    Eu, em silencio o escuto sem vacilar,
    E vou deitando lágrimas de raiva
    Por este pobre mundo desfeito
    Que dos dois lados vive sem juízo
  •  
  •  
  • de: Fernando Ramos
27
Set17

653 - BELAS PALAVRAS

Fernando Ramos
  • 653 fr.jpg

     

  • BELAS PALAVRAS
  •  
  • Tantas palavras se dizem
    Que algumas merecem
    Ser sempre lembradas
  • E então procura-se palavras
  • Bonitas p´ra se dizer ou se pensar
    Como as que descrevem 
    Estados de espírito
    Talvez as mais bonitas 
    Que se diz, ou se gravam
    Na memória, como:

  • “Hoje é o dia mais belo 
    da minha vida”

  • Ou como outras:

  • “Estou apaixonado pela vida 
    E pelos outros”

  • E até como:

  • "P’ra ti chovem beijos de prata 
    Meu amor"

  • São palavras que nos enchem 
    A alma, como recadinhos
    Do destino que as queremos 
    Bem vincar
    Elas, sabem bem dizer, e ouvir 
    Purificam-nos o coração
  •  
  • de: fernando Ramos
26
Set17

652 - A VOZ

Fernando Ramos

652.jpg

 

  • A VOZ
  •  
  • Sua voz rouca um dia se silenciou
    E a bela arte se empobreceu
    Foi à vida que a ofertou
    P’ra ela, simplesmente morreu
  •  
  • O Seu xaile tanto deslizou 
    Por ombros dóceis e cansados
    Perdeu-se no fim dos escombros
    A doce voz de amores sonhados
  •  
  • Tantos tombos Amália sofreu
    Num ciúme triste falado
    E foi por amor que muito deu
  •  
  • Sua paixão tão sofrida
    Vivida em peito calado 
    Deu tudo, até a preciosa vida
  •  
  • De: Fernando Ramos
25
Set17

651 - DESEJO

Fernando Ramos

651.jpg

 

 

  • DESEJO
  •  
  • Deixa-me ouvir palavras 
    Nunca ditas
    Guardadas em beijos 
    Que nunca demos
  • Diz-me acasos 
  • Nunca falados
    Ou teus poemas 
    Jamais publicados
  •  
  • Deixa ouvir tua voz
    Num fado vadio
    P’ra um amor 
    De ocasião
  • Deixa a paixão florescer
    No meu jardim de desejos
  •  
  • Deixa perder-me em ti
  • E conta-me, amor
  • Teus sonhos
    Entre murmúrios 
    Me embebedando
  • De beijinhos, beijinhos
  • Deixa-me advinhar 
    Em teus lábios
  • Os anseios dos meus
    Que nos teus  
    Não se perdem
  • Deixa-me amar-te 
    Só mais uma vez
    Meu amor
    Dá-me este desejo
  •  
  • De: fernando Ramos
24
Set17

650 - MORRER DE PAIXÃO

Fernando Ramos

650.jpg

 

 

  • MORRER DE PAIXÃO
  •  
  • Ando doido de amor
    E quase perco a razão
    Choro agora, minha dor
    Caiem lágrimas p’lo coração
  • Ela, flor de minha vida
    Foi embora com o vento
    Vai numa folha caída
    No Outono de sofrimento
  •  
  • A mágoa me rodeia
    Numa profunda desilusão
    Por ela, fui preso na cadeia
    De ciúme, e aflição
    Que vai ser agora de mim
    Deste pobre coitado
    Meu amor, caminha por aí
    E eu, triste e encarcerado
  •  
  • Tão intimo e profundo
    Era nosso puro amor
    Abandonou meu mundo
    Comigo agora resta a dor
    Sei que vou morrer de paixão
    Mas que tristeza sem igual 
    Longa é minha agitação
    Não suporto mais, meu final
  •  
  • De: Fernando Ramos
23
Set17

649 - TEU VIOLINO

Fernando Ramos

 

649.jpg

 

  • TEU VIOLINO
  •  
  • Quero ser teu músico
    Tocando violinos!
    Apenas teu músico
    Tocar para ti, 
    Grandiosas obras de Mozartt, 
    Vivaldi, e Wagner
    Apenas quero ser 
    Teu músico de violinos!
    Este é o meu grito do momento
    Se puder ser
    Quero ser como um violino!

  • Tocar só para quem habita 
    Meu espaço de prazer
  • Só quero tocar p’ra ti, meu amor
    E tu, ao som do meu violino
    Danças para mim
    E eu, dentro de teu coração
    De pulsação, em pulsação
    Danço contigo
    Como se fossemos um só
  • Sentindo nós, o som divino
  • Do maravilhoso violino
    Que sempre tocarei p´ra ti
  •  
  • de: Fernando Ramos
22
Set17

648 - FLAMINGO ROSA

Fernando Ramos

648.jpg

  • FLAMINGO ROSA
  •  
  • Flamingo rosa, minha alegria
    Regressas sempre p’la tardinha 
    Trazes beleza e simpatia 
    À natureza amiguinha
  •  
  • Minha ave de lindas cores 
    Que bonito é esse porte 
    Tua pena macia como flores
    Tornam meu coração bem forte
  •  
  • Ó flamingo, flamingo rosa
    Doce afago de minha alma 
    Fazes minha vida amorosa
  •  
  • Ofereces-me fiel calor
  • Com tua plumagem de cor calma 
    A meu coração palpitando amor
  •  
  • De: fernando Ramos
21
Set17

647 - SONHOS DE NAVEGAR

Fernando Ramos

647.jpg

 

 

  • SONHOS DE NAVEGAR
  •  
  • Vai por mil ondas a dentro 
    Um veleiro que avisto 
    Suas velas vão ao vento 
    Admirá-las, não resisto
  •  
  • Lembram-me outras eras 
    De oceanos prometidos 
    Para homens de quimeras
    Que p’lo mar eram retidos
  •  
  • Alguns chegavam ao porto 
    Com ouro, café e cetins 
    Um, ou outro, seria morto
    Por roubar vestes organdins
  •  
  • O barco do horizonte 
    Já não é a Caravela 
    É sonho levado de fronte
    De Homens anseiando por ela
  •  
  • Quero ser marinheiro dela 
    E irei para o alto mar 
    Ao vento solto a vela 
    Para os ventos me levar 
  •  
  • De: Fernando Ramos

Pág. 1/4

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D