Minha Poesia

31
Mar 17

 

 

 

SENHOR, DAI-ME UM AMOR

Senhor, dai-me um amor

de olhos meigos e cristalinos
e que meus lábios possam saborear     
seus beijos de sabor a morango 
no silencio dos murmúrios
Dai-me a mulher amada,
e meu alento que nos sonhos 
tanto busco na multidão
como um acto constante 
de minha vida

Senhor, dai-me um amor,

p’ra que possa proclamar 
ao vento minha loucura 
de tanto ardor e paixão,
ou gritar à sua mínima ternura
que será meu único destino
sobrevivente da felicidade
impregnada de doçura

 Senhor, dai-me um amor,

que se aninhe em meu peito  
e aqueça meu coração 
desesperado por sua sedução,
que apenas acalenta a paz suave 
dos bons momentos 
do mel do paraíso, 
como vem citado na página 
folheada de um livro vivo
Senhor, dai-me um amor!

De: fernando Ramos

 

publicado por Fernando Ramos às 16:45

Março 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO