Minha Poesia

30
Mar 17

 

 

 

NAUS E CARAVELAS

No horizonte, avista-se Naus e Caravelas

Vem de mares outrora desconhecidos
Trazem ouro, organdins e canelas
E Valentes que no Bojador navegaram perdidos

No mastro mais alto vem a bandeira

Batida ao vento, trazendo feitos heróicos
De um povo, do Beco, da Viela e da Ladeira

Servindo a Pátria em Descobrimentos históricos

No Tejo, Naus e Caravelas vão acostar

Comandadas p’la onda que o Rio tece
É uma prenda do Céu que vai chegar
Num dia de primavera que floresce

 P’los marinheiros estão as noivas de atalaia

De rosas na mão e sorrisos perfumados
Vem vestidas de chita e cambraia 
Deslumbrantes p’ra seus heróis amados 

 E na cidade, o povo ri por estar feliz

Dança-se, canta-se, e chora-se de alegria
É o virar de mais uma página escrita de raiz
P’ra nossa história governada p’la burguesia

 De: Fernando ramos

 

publicado por Fernando Ramos às 12:27

Março 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO