Minha Poesia

18
Mar 17

 

 

DESAPARECEU A BATUTA DO MAESTRO

À boca pequena diz-se na cidade
Que o Maestro perdeu sua batuta
Lá, pedem ao divino, por caridade
Encontrem-na, em pressa absoluta

É o seu ouro fino de trabalho
Dirige uma orquestra na sua mestria
Os jornais imploram no seu cabeçalho:
“Volta batuta p´ra nossa alegria”

O pobre do maestro anda desolado
Sua orquestra decerto, a vai perde-la
Mas na penumbra, algo foi encontrado
A batuta dirigia uma estrela

E foi magia naquela bela cidade
E a orquestra prontamente tocou
Toldando o ar de musicalidade
P´la batuta do maestro que voltou

De: Fernando ramos

 

publicado por Fernando Ramos às 21:18

Março 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO