Minha Poesia

18
Fev 17

 

 

LETRAS QUE DANÇAM

 

Dançam fartas letras
Por minha pobre imaginação
São rápidas como cometas
Pousando num universo de razão

 

As vou colocando aos pedaços
Na folha branca, com minha pena
Sílabas não levam traços
Em estrofes que dão poema

 

E sua dança continua
Em belos sonetos de amor
Quadras e tercetos de alma nua
Dão rimas surgidas em rigor

 

A poesia vai crescendo
No papel branco da ilusão
Escrevo o amor que vai padecendo
De outro, que busca um coração

 

Meu poema está terminado
E outros mais farei nascer
Os editarei em algum lado
P’ra alguém um dia, os ler

 

De: fernando ramos

 

publicado por Fernando Ramos às 19:41

 

 

 

MINHA CARTA

 

Escrevo esta carta, meu amor
Cheia de esperança e vontade
Estou só como um perdedor
Na companhia de imensa saudade

 

Ao escrever estas linhas, sofro
Porque levam minha infelicidade
Se não o fizer sei que morro
Entre palavras escritas em liberdade

 

Liberdade de te amar e querer
Do meu mundo, agora entristecido
Saíste de meu peito, estou a sofrer
Se não voltas mais sei que não vivo

 

Esta ansiedade me agita
E escrever-te é como fazer amor
Volta que meu coração ressuscita
Indo embora minha penosa dor

 

De: fernando ramos

 

publicado por Fernando Ramos às 12:10

Fevereiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

16

19
20
21
23



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO