Minha Poesia

09
Fev 17

 

 

POBRE MULHER

 

Pobre mulher,
que já foste feliz
Tiveste sonhos, e homens
que teus a pés se deitavam

 

Pobre mulher,
que foste soberba
Tiveste a beleza

da natureza como aliada

 

Pobre mulher,
que a vida por ti passou
Tiveste o amor,
A formesura e o dinheiro

 

Pobre mulher,
que tiveste tudo
Hoje restam lembranças,
e a sabedoria da vida, 
apenas isso

 

de: fernando ramos

 

publicado por Fernando Ramos às 22:07

 

 

VÊ...

 

Vê o sol que passa
Por teu rosto cansado
Vê o coração que sofre
Por um amor que partiu

 

Vê a lágrima sofrida
Caída na imensidão
Vê a vida que se some
Numa dor sem cura

 

Vê o mundo que se perde
Numa guerra sem razão
Vê a paz que não acontece
Trazendo tristeza e desilusão

 

Vê teu irmão que chora
P’lo emprego que perdeu
Vê os povos sem futuro
Pela intolerância do homens

 

Vê o voar da pomba branca
Buscando felicidade e amor
Vê a criança que brinca
Num jardim em flor

 

Mas vê, vê com olhos de ver
Porque esta é a realidade
Uns pensam em apenas ter
E não ver a verdade

 

De: fernando ramos
 

publicado por Fernando Ramos às 19:10

 

 

LUA CURIOSA

 

No universo das nossas noites de vigília
vemos se abrirem portas na lua nova, 
que nos espreita
Lua essa, que traz a calmaria,
de bem amar, embriagando-nos   
com sua cálida luz

 

Temo-la como testemunha
dos abraços, das caricias, dos ais
e dos nossos murmúrios nocturnos
Ela nos observa num céu 
de tantos encantos,
dando brilho a teus cabelos
como se estrelas douradas fossem 
Eles que se movem sobre meu peito,
onde os afago

 

E por tuas costas 
deslizam suavemente meus dedos,

explorando impunemente
teus segredos, e subtilmente 
entramos num jogo de prazer sublime
que nos deixa um dentro do outro
E a nossa lua de curiosidade

absoluta e rara beleza,

colhe o mel do nosso gozo,
como um poema cristalino,
de pura declaração de vida,
de esperança e de amor 

Silenciosamente em meu corpo
deixas beijos que me fascinam, 
fazendo desejar-te cada vez mais,
e que, entendes bem no fundo de ti

E a lua, uma musa curiosa

lá está parindo claridade
com seu brilho fascinante,
como que, a sorrir para nós

brindado ao que sentimos

e ao que vivemos

 

de: fernando ramos

 

publicado por Fernando Ramos às 12:34

 

 

SE A ROSA...

 

Se a rosa não envelhece
Meu amor por ti, também não
O coração, do teu padece
E te deseja sem ilusão

 

Se a rosa não mais viver
Deito lágrimas no momento
Teu amor vou perder
Esta vida, eu lamento

 

Se a rosa chorar
Sofrerei sem pudor
Mas eu não vou deixar 
Cair lágrimas ao amor

 

Se a rosa um dia sonhar
Terei no peito uma paixão
Que por ti irá arfar
Querendo só teu coração

 

Se a rosa por mim for beijada
Muita ternura vais ter
És uma mulher desejada 
P’lo meu ser, que te vai querer

 

de: fernando ramos

 

publicado por Fernando Ramos às 10:53

Fevereiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

16

19
20
21
23



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO