Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

30
Ago15

76 - ESTÁDIO DE TODAS AS VITÓRIAS

Fernando Ramos

 


 


ESTÁDIO DE TODAS AS VITÓRIAS


 


Tua história é tudo p´ra mim


E tuas vitórias o meu encanto


Benfica ao ganhares, deixas-me assim


Feliz por entrares em meu canto


 


A minha vida por ti assiste


Ao glorioso brilhante jogar


Como tu, outro clube não resiste


Ao ter tantos corações p´ra te amar 


 


Tua Águia na sua ritmada dança


deixa seus adeptos impacientes


a vitória surgirá, e será festança


em Domingos de gargantas ardentes


 


Vibra o povo, sorri a lua


Nas noites de todas as glórias


Balança a Bandeira, minha e tua


P´lo Estádio de tantas vitórias


 


de: Fernando Ramos  -  76

28
Ago15

75 - BAILE DO BENFICA

Fernando Ramos

  


 


BAILE DO BENFICA


 


Olha como o Benfica dança
Sob o comando de um Deus maior
A bola rola, rola e não cansa


Pedindo o adepto a finta melhor

Às vezes, lembra uma fera
A nossa defesa ao ataque


Com arte e a beleza da primavera


Veste a bola de bonitinho fraque




Corre um defesa possante


Tentando chegar à bola primeiro


Bailando o nosso  jogador atacante


Fazendo a finta pró golo a perceito     



 E o baile só acaba bem
Quando Benfica quiser
Com o golo termina o vai e vem
Beijando a rede, a roliça bola mulher




Parabéns pró belo futebol


Jogado à boa maneira


P´los Estádios faça chuva ou faça sol


Seguimos o Benfica da nossa doideira


 


De: Fernando Ramos    -   75

27
Ago15

74 - MEUS POEMAS AO BENFICA

Fernando Ramos

 


 


MEUS POEMAS AO BENFICA


 



Escrevo poemas ao Benfica

Na eterna paixão de adepto

É um diamante que glorifica

Meu paraíso e meu afecto

 

Paraíso, p´ra onde vou festejar

Cada golo do camisola seis

Que me faz saltar, rir e chorar

P´lo místico clube, rei dos reis

 

Por ele, espero e desespero de exaustão

Beijando sua bandeira com amor

Por ele vivo fogoso crepitar de sedução

Brotando sentimentos belos como a flor

 

E nos poemas de doida inspiração

Deslizo meus dedos num papel branco

Escrevendo poesia explicando a razão

Do meu amor pelo encarnado manto

 

Manto da cor do sangue que não renega

A minha loucura de pura absorção

Atingido a perfeição suave como a seda

Em laços atados ao BENFICA da doce perdição


 


74 - de: Fernando Ramos

23
Ago15

73 - ÓSCAR CARDOSO

Fernando Ramos

    


 


ÓSCAR CARDOSO


 


Alto esguio como a palmeira
Louco por bater na bola
Faz do chuto sua brincadeira
Marcando golos de alta escola


 


Tenham cuidado que ele é perigoso
De pontapé forte e matreiro
Seu nome Óscar Cardoso
O rei do golo fino e certeiro


 


Balançando a bancada p´lo barulho
Do seu remate que leva selo
Pró Benfica é um orgulho
E p´ra adversários um pesadelo


  


E no sentido do destino do golo


Oscar Cardoso é o maior


Sofre o Guarda redes que não é tolo


Vendo a bola entrar p´lo canto melhor


 


Tenham cuidado que ele é perigoso
De pontapé forte e matreiro
Seu nome Óscar Cardoso
O rei do golo fino e certeiro


 


73 - De: Fernando Ramos

21
Ago15

72 - ÁGUIA HARMONIOSA

Fernando Ramos

 


 


AGUIA HARMONIOSA


 


Voas,
voas p´lo Estádio
E dás voltas sem descanso
na tua busca constante
de paz, harmonia
alegria e amor!

Vais Cansada
mas não desistes
sentes no teu povo
a sua força empolgante
E voas sempre, sempre
com mensagens de alegria


P´ra Luz dos nossos corações

E neste pensamento
que a todos pertence
só tu Águia harmoniosa
és a força e a glória


do nosso desejo de vitória!


 


72 - De: Fernando Ramos

20
Ago15

71 - MAIS DE 100 ANOS DE GLÓRIA

Fernando Ramos

 


 


MAIS DE 100 ANOS DE GLÓRIA 


 


Mais de cem  anos de glória


Com muita alegria p´lo caminho


Milhões de adeptos são sua história


Eis o Benfica reinando em seu ninho


 


E no trilhar dum justo tempo


De jogo, em jogo jogado


O clube leva seu divertimento 


Virado pró futuro seu aliado


 


Perpetuando cada momento


Que faz do clube um amor profundo  


Num amanhã risonho de natural alento


 


Tornando maior cada tempo presente


O Branco e Vermelho de todo um mundo    


Na camisola mística, graciosa e ardente 


 


71 - de: Fernando Ramos


 

18
Ago15

70 - A BANDEIRA

Fernando Ramos

 


 


A BANDEIRA


  



BENFICA, o grandioso

É o orgulho do povo

Com nome belo e vaidoso

De encanto sempre novo

Sua Bandeira é um sonho

Nas arestas dos ventos de cetim

É um mistério risonho

De fina magia sem fim

No Estádio brilham sensíveis luzinhas

Observadas na terra ou no ar

São encantos de Deus nas estrelinhas

Abençoando com  o divino olhar

BENFICA tem história de bom destino

Que p´ra tantos é uma lição

Prós Anjos é um belo hino

Para o mundo a sedução

E a sua multidão é a primeira

Nos palcos de tanta emoção

Beijando a gloriosa bandeira

Do vermelho quente do coração

 


70 - De: Fernando Ramos

16
Ago15

69 - BENFICA DAS COISAS BOAS

Fernando Ramos

  


 


BENFICA DAS COISAS BOAS


 


No velhinho Estádio de madeira


Tantas vezes calcei as botas


Sim calcei as botas, e vesti


O soberbo Vermelho e Branco


Tanto nos iniciados,


E já como Atleta sénior


Ali preenchia as minhas


Manhãs e tardes de coisas boas


E como era grande a paixão


de sentir no corpo


O mágico manto bom e sagrado


Brilhante de vibração mistica


que a Aguia leva nas asas.


Algum tempo passou


E o Estádio de madeira


Do Campo Grande, já não existe


E as botas hoje, são calçadas


Por outros Atletas, que com a mesma


Determinação, honra e verdade


Seja em que modalidade for


Vestem o mesmo colorido do amado


Vermelho e Branco,


Deixando os Estádios


Do tamanho do mundo


Com a mesma ânsia de servir


O glorioso BENFICA de coisas


Simples e boas


 


69 - de; Fernando Ramos

15
Ago15

68 - BENFICA DE PAIXÃO

Fernando Ramos

  


 


BENFICA DE PAIXÃO


  



O Benfica é a chama imensa

Crepitando na nossa emoção

Ele, do mundo é sua pertença

Levando milhões segui-lo de paixão

 

É a alma de um povo feliz

Vibrando com vitórias em clamor

Tem a bandeira como Deus quis

Desfraldada num céu de amor

 

Seu nome louva-se pelo Universo

Nos corações das gentes de bem

A história escreve-o num verso

P´ra memória futura que vai e vem  

 

Sua glória é um livro bem escrito

Por todos que amam o Benfica

Fazendo do Desporto  um acto bonito

Com Alma Coração e Genica

 

De: Fernando Ramos   

68

 


 


 


 


 

11
Ago15

67 - A AGUIA VOA DE MANSINHO

Fernando Ramos

  


 


A AGUIA VOA DE MANSINHO


 


A Águia voa de mansinho


E, as nuvens… nenhumas tombam


É um tributo que vai devagarinho


Deixar no céu sua bonita sombra


 


E ela, eu no coração a trago


E abraço porque ela existe


Mas ao acordar fico amargo


Porque é um sonho que não resiste


 


Sonhava com seu voar meigo


Batendo asas ao levantar


E no silencio em meu peito


Apenas sentia o coração palpitar


 


E já bem dentro do meu soninho


A Águia foi gorjear que voou por sois


E que viu cálices cheios de vinho


A festejarem por BENFIQUISTAS heróis


 


Agora que estou bem acordado


Derramo lágrimas em tristeza


P´lo Benfica, a ave muito tem voado


Resta-me sonhar por essa beleza


 


67 - De: Fernando Ramos

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D