Minha Poesia

20
Jan 15

 


 


ÁGUIA MARAVILHA




 



Venham ver a Águia fina que brilha   

Voando p´lo céu superior

E nesse âmbar de cor maravilha    

Foi lhe dada a bênção de Deus Senhor

 

Suas asas harmoniosamente desenhadas

São a pureza que um Anjo ofereceu

Esvoaçam p´lo estádio, tão engraçadas

Num céu que por elas se envaideceu

 

O sol p'la aurora a banha de luz 

Que à sua volta é virtuosa chama

Acendendo um clarão largo que seduz

O fiel adepto que muito a ama

 

E numa luminosidade perfeita e clara

Sobre rostos em silêncio e paciência

A ave voa na perfeição que se compara

Com a limpidez dos murmúrios de excelência

 

Despertando poesia nos poetas de ocasião

Dedicando à Águia poemas a galope nos ventos

Que se elevam nas nuvens do coração

Que pró Benfica são pedaços suculentos

 

E um dia virá a trova desta divina beleza     

Numa aguarela de um pintor consagrado

Sem mágoa, sem desalento mas com a nobreza

Do clube que p´lo mundo é tão amado

 

E irão erguer-se estátuas de pedra fina

Cinzeladas por artistas de mãos inspiradas

Porque a bela arte com o Benfica combina

Como a nudez das palavras deslumbradas


 


20 - Fernando Ramos

publicado por Fernando Ramos às 19:06

Janeiro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO