Minha Poesia

05
Jan 21

 

 

  • TOCO A MINHA GUITARRA
  •  
  • Na Guitarra, trovas toco
  • No calor da noitinha
  • Meus dedos, nela coloco
  • Uma arte que é só minha
  •  
  • As notas que por ela deslizam
  • São poemas que alguém escreveu
  • Eles são belos e não pisam
  • Um amor que tarde aconteceu

  • Minha Guitarra que dás encanto
  • A quem ouve os teus trinados
  • Toco notas que dizem tanto
  • A tantos amores desencontrados
  •  
  • Toco o que me vai na alma
  • Belos fados com muito fervor
  • E por dentro da noite calma
  • Quem os ouve é meu amor
  •  
  • Na Guitarra que é minha vida
  • Nas cordas deixo o meu saber
  • Nelas toco na noite linda
  • P´ra numa voz, o fado acontecer
  •  
  • de: fernando ramos
publicado por Fernando Ramos às 10:43

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Janeiro 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

13

22
23

25
26
28

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO