Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

154 - UMA LEVE ESPERANÇA

Fernando Ramos, 21.11.20

154.jpg

  • UMA LEVE ESPERANÇA
  •  
  • Às vezes acredito,
  • penso, e até sonho
  • Outras vezes digo uma oração
  • e espero que apareças por aí
  • Sériamente julgo que vens,
  • preciso é de esperar
  • porque tu não vais faltar,
  • és pontual
  •  
  • Mas no fim...
  • Nada disso acontece,
  • faltas sempre
  • Não deveria esperar,
  • não vale mesmo a pena
  • Poderei ter sonhos,
  • até meditar em sofrimento
  • Mas esperar por ti,
  • nunca deveria acontecer
  •  
  • De nada serve sonhar
  • com teu sorriso meigo e olhar felino
  • ou ter ilusões a teu respeito
  • Tu não vens, e eu
  • no intimo até sei isso
  • Mas resta sempre, sempre
  • o leve acreditar,
  • que realmente tu vens,
  • te juntas ao meu amor
  •  
  • Por isso, penso, acredito
  • não desisto, até aposto
  • com amigos, e vê tu,
  • até tenho uma leve esperança
  •  
  • de: fernando ramos
  •  

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.