Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

153 - MURMÚRIOS NA NOITE

Fernando Ramos, 19.11.20

 

 

  • MURMÚRIOS NA NOITE
  •  
  • Ouço a noite na sua chuva 
  • de estrelas brilhantes, 
  • nos seus plenos barulhos
  • Os grilos cantam sem parar,
  • contribuindo para que o silencio
  • não seja o todo poderoso desta noite
  •  
  • Ao longe, o mar talhava a leve brisa 
  • que me refresca,
  • ouvindo-se uma ou outra onda
  • que vai batendo na areia, 
  • marcando seu ritmo, 
  • e presença nesta 
  • noite de lua cheia
  • Fazendo notar,
  • que os grilos cantantes 
  • não se encontram sós
  •  
  • Sussurros se ouvem, 
  • de um par de namorados,
  • que se encontram perto,
  • quebrando também eles
  • num tímido jogo de sedução
  • o silencio que não consegue
  • perdurar na noite das noites,
  • que se vai prolongar 
  • até o aparecer da aurora, 
  • que chega com o sol,
  • que virá em todo seu esplendor
  • pondo um final 
  • a esta noite de murmúrios
  •  
  • de: fernando ramos