Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

136 - BALANÇAR COM O BENFICA

08
Abr16

 


BALANÇAR COM O BENFICA


 


Quando as camisolas vermelhas


O relvado pisar


Dançam as jogadas


Dança a Bancada


Num ritmo feliz


Balançando o Adepto 


Pintando a paisagem da cor


Desse momento sublime  


Tal como o mar abraça areia


E a uma só voz balança seus canticos 


P´lo  BENFICA do seu amor perfeito


E quando a bola na rede entrar


Por uma jogada de génio


O Adepto balança à vontade


Pedindo o BENFICA


Que balance com ele


 


De: Fernando Ramos