Minha Poesia

08
Abr 16

 


BALANÇAR COM O BENFICA


 


Quando as camisolas vermelhas


O relvado pisar


Dançam as jogadas


Dança a Bancada


Num ritmo feliz


Balançando o Adepto 


Pintando a paisagem da cor


Desse momento sublime  


Tal como o mar abraça areia


E a uma só voz balança seus canticos 


P´lo  BENFICA do seu amor perfeito


E quando a bola na rede entrar


Por uma jogada de génio


O Adepto balança à vontade


Pedindo o BENFICA


Que balance com ele


 


De: Fernando Ramos


 

publicado por Fernando Ramos às 20:50

Abril 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
15

18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO