Minha Poesia

24
Set 20

109 - OLHARES DA NOITE

 

O brilho dos olhos teus

Beijam-me nas noites de luar

Caiem lágrimas em versos meus

Quando p´ra ti estou a declamar

 

À noite vejo no teu olhar

Quando de mim estás a fugir

Corro para ti, até te alcançar

Porque teus olhos não sabem mentir

 

Quando beijas a minha pele

Sou incapaz de dizer que não

À noite teus beijos sabem a mel

Perturbando o olhar de meu coração

 

E se a noite for escura

Mesmo assim vou ver esse olhar

Ele vai me levar à loucura,

Até meu coração se incendiar

 

Na noite em meus olhares

Belos poemas vêem de ti

Depois ao te deitares

És perfeita poesia p´ra mim

 

É uma noite de impaciente nervura   

Com tantos ais de amor

Damos beijos de muita doçura

E trocamos olhares de tanta cor

 

de: Fernando Ramos

03.8.2005

 

 

 

publicado por Fernando Ramos às 14:18

Setembro 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

21
23

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO