Minha Poesia

15
Nov 19

1088.jpg

 

 

SAUDADE ANGUSTIA DE HOJE

 

Saudade, doi em nós

Carregando a tristeza

A ditancia e a ausencia 

Ela não tem cheiro

Cor, doce sabor ou forma

Não se vê mas sente-se

Tornando-se infinita 

Porque sempre dura, e dura

Na Saudade acreditamos

Porque ela representa amor

Mas também a triste solidão

Trazendo lágrimas sentidas

Guardando no tempo

O que tem de ser guardado

Alojando-se num lugar só nosso

Onde ficam as lembranças, sorrisos

E memórias de quem vive a dor

Dor que nasce e se sente

E desmaia no coração 

Em momentos, que são vida

Na angustia de um hoje

Dum hoje que na Saudade

É para sempre

 

Fernando Ramos

publicado por Fernando Ramos às 10:06

Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


22
23

24
25
26
27
28


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO