Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

FERNANDO RAMOS

Minha Poesia

12
Jun16

10 - O NINHO DA ÁGUIA

Fernando Ramos

 



O NINHO DA ÁGUIA


 



O sagrado templo por milhões amado

É um grande ex-líbris de Lisboa

Vive lá a Águia de tons aveludado

Que p’los céus suavemente voa, voa

 

Vem gente de perto, e de longo caminho

Adeptos fieis dum Benfica Imortal

A Águia os recebe em seu ninho

Preparando-se p´ra mais um voar real

 

Os sócio a vão observando p’lo ar

No silêncio que não cala a emoção

Sua Ave esplendorosa se vai abeirar

Bem pertinho das nuvens de seu coração

 

Beijos carregadinhos de paixão

A multidão envia p’ra Águia amiga

Neles vão ais e ais de admiração

P´la ave que passeia sem fadiga

 

E vai voando, voando por aí

Deixando os corações deliciados

A lua sorri na cor de marfim

E as estrelas  capricham tons delicados

 

Os sócios cantam o amor sadio

À Águia que p´lo Estádio voa

Alguém lhe envia um assobio

Terminando em festa sua volta boa

 

No braço do adepto vai pousar

Que envaidecido bem a segura

As crianças a vão acariciar

Com rasgado sorriso puro de ternura

 

E o nobre símbolo p’los tempos persiste

Vivendo nos píncaros de elevado lugar

E nem o frio gélido da noite resiste

À surpresa de tão belo, tão belo esvoaçar

 

10 - De: Fernando Ramos

 

 


 

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D