Minha Poesia

29
Nov 19

1 (1) (1).jpg

 

1 - POMBA PERDIDA 


Nas asas da pura pomba 
Vai todo o meu amor 
Nelas voa minha vida 
E também meu pavor

Não sei o que pensar 
Se a Ave não chegar 
Será que vou morrer 
Por causa de a perder 


Ó pomba vem depressa 
E cura-me esta ferida 
Sem ti não irei viver 
Nesta selva perdida 


E, se ela não voltar 
Eu sei que vou sofrer 
Meu coração vai sangrar 
Por meu amor perder 


 Volta pomba por favor 
Tu tens a minha razão 
Sem ti perco o fulgor 
 E morro na triste solidão 


Fernando Ramos
5.06.2005 


(este foi o meu primeiro poema)

publicado por Fernando Ramos às 10:14

Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


22
23

24
25
26
27
28


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO