Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





594 - LUZ PARA ROSAS

por Fernando Ramos, em 29.05.17

594.jpg

 

  • LUZ PARA ROSAS
  •  
  • Entra devagar a luz do dia
    P'las frestas finas das janelas
    São raios de sol, enchendo de alegria
    Lindas rosas brancas e amarelas
  •  
  • Precisam de tal claridade
    Como de agua para viver
    São, sua fonte de eternidade
    Sem ela, decerto irão morrer
  •  
  • Rosas bonitas com muita luz
    São prenuncio de muito amor
    E elas, alguém muito seduz
  •  
  • Sem qualquer temor e ilusão
    Salvando da infelicidade, e da dor
    Um pobre coração
  •  
  • de: fernando Ramos
  •  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:28


593 - LOUCA DECISÃO

por Fernando Ramos, em 26.05.17

593.jpg

  

  • LOUCA DECISÃO
  •  
  • Vem p’ra casa, meu amor
    Deixaste só, meu coração
    Que vai chorando de dor
    Por tão grande desilusão
  • Tua saudade é má sentença
    De uma pena atribuída
    P’ra mim é dor que se adensa  
    Não entendo tua saída
  •  
  • Foste embora sem perceber
    Essa tua louca decisão
    O que me está acontecer
    É um sofrimento sem razão
  • Disseste que me amavas
    Eu sempre acreditei
    Com juras me enganavas
    E das promessas só eu sei
  •  
  • Volta p’ra mim meu amor
    Acaba com este meu lamento
    Traz a paixão viçosa, como a flor
    Que me ofereceste no casamento
  •  
  • De: Fernando ramos
  •  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:35


592 - TUA FORMA DE VIDA

por Fernando Ramos, em 22.05.17

 

 

592.jpg

 

  • TUA FORMA DE VIDA
  •  
  • A tua forma de viver
    É estranha e descuidada
    Chegas sempre ao entardecer
    E vais embora p´la madrugada
  •  
  • Não sei se vives amando
    O meu coração agitado
    Pergunto... até quando
    Suportarei teu gesto desalinhado
  •  
  • Quando estás em meus braços
    Tento esquecer tua forma de vida
    Meu amor por ti espera aos pedaços
    Com medo da tua final partida
  •  
  • Sinto que um dia não vais voltar
  • Mas também não irei a teu encontro
    Meu coração, do teu se irá fechar
    E um futuro sem ti, eu já apronto
  •  
  • De: Fernando Ramos

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:57


591 - O SONHO E O ROCHEDO

por Fernando Ramos, em 19.05.17

591.jpg

 

  • O SONHO E O ROCHEDO
  •  
  • Meu sonho, escondo num rochedo
    À beira mar, onde habita
    Deixei-o coberto de manhã bem cedo
    Preso e atado por uma fita
  •  
  • É um sonho que meu passado pedia
    E larguei-o num rochedo que se banha 
    No futuro irei busca-lo, num certo dia
    Com uma sereia, que de tarde o apanha
  •  
  • Ela, a conquistei próximo do rochedo
    E logo naquele mar me apaixonei
    Falei-lhe do sonho, sem medo
    Agora em nossa vida ele é rei
  •  
  • Faz parte do nosso grande amor,
    Está no alto do rochedo, acima do mar
    Nele mora um desejo avassalador
    Querer a sereia p’ra sempre amar
  •  
  • Deus me concedeu este desejo
    Que me faz estar muito feliz
    Viver sempre com a sereia, eu ensejo
    Porque ela, é o sonho que sempre quis
  •  
  • De: Fernando Ramos
  •  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:49


590 - PIROGA DE DESEJOS

por Fernando Ramos, em 17.05.17

 

590.jpg

 

PIROGA DE DESEJOS

Vou na minha piroga
Num rio de amores ardentes
Percorre meu coração que joga
Em puros desejos crescentes

A fragilidade de meus desejos
Leva a piroga nos ventos cruzados
Ao leme, encontrar eu almejo
Um porto seguro de pecados

Ao chegar, a piroga encosto
Junto a um amor que me está a esperar
Abraço-a, e lhe beijo o rosto
Murmurando ela, que anseia casar

Já não navego à bolina
E a piroga de desejos fui deixar
Agora tenho um amor que me anima
Nas doces noites de luar

De: Fernando Ramos
03.6.2006

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:25


589 - A TENDINHA

por Fernando Ramos, em 14.05.17

589.jpg

  •  A TENDINHA
  •  
  • Ergue-se uma enorme tendinha
    P’ra ela, alguns se vão deslocar
    É alta, redonda e bem bonitinha
    P´ra tanta gente, vai ser seu lar
  •  
  • Tem um jardim como seu lugar
    A tendinha dos espíritos bons
    Dele muitos lá se irão aproveitar
    Colhendo as flores de lindos tons
  •  
  • Na primavera, irá florescer
    Rosas de belos perfumes
    E na tendinha irá nascer
    Crianças, e alguns queixumes
  •  
  • São de lindos amores lá tidos
    Que fizeram da tendinha uma aldeia
    Ali não há corações sofridos
    Mas sim, de amores em cadeia
  •  
  • Na tendinha de bom viver
    É um prazer lá morar
    Até já se fala, em a fazer crescer
    P’ra outros mais ela abrigar
  •  
  • De: Fernando Ramos
  •  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:08


588 - A FUGA DA VIRGEM

por Fernando Ramos, em 10.05.17

588 fr..jpg

A FUGA DA VIRGEM

 

A noite vai alta, e  os espíritos flutuam
Próximo da lua fatal, de pálida cor
Ilumina Virgens prós amantes que suam
Em gemidos de gozo, de total furor

 

Naquele leito de enorme ilusão
Respira-se amor até ao raiar do dia
Entrando um sol, fértil de razão
Libertando a Virgem que da noite fugia

 

Lindas orquídeas, que alguém ofereceu
Lembraram-na, de um amor muito desejado 
Quer esquecer, a fuga daquele breu
Procurando de dia, um eterno apaixonado

 

E por jardins de jacarandás, caminhava
A Virgem sozinha buscando roxas flores
Olhando as grandes arvores que sombra dava
Suplicava a Deus por perfeitos belos amores

 

E no segredo da tarde acontece magia
Surge um Cavaleiro num verso que rima

Trás na mão, rosas, como cortesia
Sorrindo à virgem, que dela se aproxima

 

Naquele entardecer, o amor aconteceu 
Terminando sua fuga das luas pálidas
A Virgem feliz ao Divino agradeceu
P’la chegada do ilustre p’ra noites cálidas

 

E na garupa do cavalo, ela partiu feliz
Porque uma grande paixão aconteceu
Ele, que este amor era o primeiro, lhe diz:
“Prepara-te Virgem, que meu futuro é teu”

 

De: Fernando Ramos

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:00


587 - SORRISO DANADO

por Fernando Ramos, em 07.05.17

587.jpg

  

SORRISO DANADO

 

Num dia lindo, e muito feliz

Algumas crianças de pouca idade
Joãozinho, Carolina, e o Luís
Visitam o Zoológico de sua cidade

Que bonito que é, e como felizes estão
Suas mamãs, tratam-lhes do bom farnel
Que entregam ás educadoras dessa ocasião
P’ra no jardim, almoçarem bifinho ou pastel

 

Estão alegres e impacientes, os pequeninos
Sente-se as crianças mais felizes do mundo
Como justa é a vida p’ra alguns meninos
De ricos privilégios, e bem estar profundo

Elas sorriem, brincam, e trocam beijinhos 
Suas educadoras são de mil cuidados
Como é bonito, vê-los junto dos golfinhos 
E de mais bichinhos muito bem tratados

 

Noutro ponto da cidade, vive o Amadeu
Criança sem nada, também de pouca idade
Mora num bairro sujo, e escuro como breu
Onde se ouvem gritos de vidas sem saudade

Seus pais, pobres e de trabalho incerto
Convivem mal com os míseros tostões que ganham
Cortando, e cozendo solas, para um patrão experto
fazendo sapatinhos finos, que à moda não falham

 

Esta criança, nascida do ventre da desgraça 
Também labuta, ajudando seus pobres pais
Que de manhã cedinho, o despertam sem graça
Oferecendo-lhe trabalho, e poucas coisas mais

Raramente Amadeu vai à sua escola
Tem pena, e quando vai, vai muito feliz
Leva sempre, um pãozinho na sacola
P´ra quando a fome aperta, seu estômago petiz

 

Amadeu ajuda, desde que deixou de gatinhar
Já é indispensável, no seu trabalho delicado
São mais uns dinheirinhos, prós pais ganhar
E ele feliz, oferece-lhes seu sorriso danado

Sorriso tão lindo, como os das crianças contentes 
de vida generosa, e de futuros menos chorados
Tudo lhes dão, até brinquedos de presentes
Custando mais, que pão e leite dos menos felizardos

 

de: Fernando Ramos

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:01


Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Favoritos